Quando você se cura e ajuda os outros a se curar, você cura a Terra. Você faz a diferença.



quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Oração

                                                             
                          Pedimos a Deus que este ano de 2011.
Que juntos possamos realizar com compreensão,
Verdade, humildade e alegria.
Expressando a natureza Essencial de cada um,
Em cada gesto, palavra e oração,
Presente em tudo que fizermos!
Que falamos menos, e sintamos mais, apostarmos menos e planejarmos mais.
 Intuirmos e percebermos sempre.
A inocência!
Para sabermos ser transparentes.
Verdadeiros e carinhosos!
Para cativarmos e conservamos nossos verdadeiros amigos.
A gratidão!
Porque somente assim aprenderemos a valorizar a vida e as pessoas com plenitude.
O perdão!
Para perdoarmos a nós mesmos, e reconciliarmos com quem nos magôo no passado ou no presente, perdão com o “amor de Cristo.”
A compreensão!
Para sabermos entender aqueles que fizeram parte de nossas vidas, e hoje já não estão... E aos que permanecem, e os que estão por vir.
Encantamento!
Para tudo o que fizermos, façamos com paixão acreditando que estamos em busca da nossa realização e felicidade, não importando, o tempo e as dificuldades, importa acreditarmos.
A sabedoria!
Para respeitarmos a nós mesmos, para que os outros venham a nos respeitar, e termos humildade, respeito à verdade do outro, mesmo não concordando...
A Paz!
Para nos ajudar a manter viva esta chama em nossos corações! Que indaga, questiona e perscruta... E separar cuidadosamente o joio do trigo e nos ajudar a construir e, a, reconstruir sempre.
A coragem!
Para não nos perder perseguindo um sonho, ou lamentando. E perceber o que podemos transformar, e o que devemos aceitar corajosamente como parte da aprendizagem. O que nos cabe fazer? O que devemos transformar?
Que cortes são necessários: Pensamentos, palavras, atitudes, ações, obras?
Ou simplesmente, deixar de culpar os outros pela nossa inércia e começar a agir, e retornarmos nossos, sonhos, um a um.
Discernimento!
 Para que saibamos ouvir a nós mesmos, e às pessoas a nossa volta. E entender a natureza que tudo permeia.
E finalmente Deus, que possamos perceber. E pressentir que partes de nós, necessita, de transformação e elevação,
E numa alquimia interior, saibamos reunir todos os Reinos.
E permitir que a Unidade Essencial aflore em cada gesto nosso                      em silêncio sem que se perceba.
Mas que evidencie, devagar para não errarmos ao vermos os Sinais.
                     Que o Divino Espírito Santo sempre nos guie.
Que este ano de 2011, seja de muitas realizações, e que tudo que plantamos em 2010.
Possamos vir a realizar uma boa colheita, com muita gratidão, a Deus, aos nossos Anjos de guarda e ao universo e a todos aqueles que colaboraram para nossa caminhada.
Que tenhamos humildade de agradecer sempre até mesmo as pessoas e situações negativas que passaram em nossas vidas, por algum tempo, ou momentos
São estas pessoas e situações negativas que nos fazem crescer, evoluir espiritualmente, e nos tornamos melhores, menos egoístas, e individualistas.

Aqui estamos para agradecer, a você e a Deus por nos permitir fazer parte de sua vida, mesmo nos momentos difíceis.
Agradecemos gentilmente, com muito carinho, pela confiança em nosso trabalho, pela credibilidade depositada em nos trabalhadores
do Espaço Mãe Terra.
Almejamos que você consiga realizar todos os seus sonhos e metas.
E que este ano não seja tão difícil, quanto o que passou.
 Mas, se for que você tenha a força e a coragem de realizar as mudanças, necessárias.
Pedimos a Deus e a todos os Anjos de Luz que iluminem seu coração, e seu caminho hoje e sempre.
                                                    Namastê!
Espaço Mãe Terra
Imagem via internet


                                                             

                                                              
                     
                                                   

    

sábado, 25 de dezembro de 2010

Neste Natal

Que neste Natal!
Nosso abraço seja o mais sincero e portador de Paz.
Que nossas palavras sejam as mais claras e límpidas de sentimentos e balsamo de amor e de cura.  
Que a nossa essência possa estar envolvida na verdade,
 E na Paz.
Que os Raios do Poder Divino Sabedoria e amor brilhem em nossos corações.
Que a Luz deste dia nos traga Paz, harmonia, pureza e perfeição para todos que nos cercam, e toda humanidade.
Feliz Natal
Postado por- Inez Andrade
Imagem Via internet

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Solstício de Verão

                                                                     
Hoje dia 21 de dezembro é um momento especial, de celebração, pois marca o Solstício de Verão aqui no Hemisfério Sul. Momento em que o Trópico de Capricórnio está mais voltado para o Sol e quando temos o dia mais longo do ano. Haverá um eclipse total da lua hoje conferindo, a chegada do verão.
Este ano, o Solstício de Verão acontece às 21h39min hora de Brasília. E neste mesmo dia teremos um eclipse total da Lua, este eclipse ocorre com o Sol e a Lua no último grau de Sagitário e Gêmeo, respectivamente, havendo ainda destaque todo especial para os regentes destes signos, Júpiter e Mercúrio. Como a Lua será eclipsada em Gêmeos, o momento sugere de calarmos a mente que pensa e abrirmos um canal mais expansivo para a mente que vê isto irá nos encorajar a nutrir a auto-realização Divina.
 Os Solstícios e equinócios são agora reconhecidos como ocasiões importantes para uma ligação e meditação, para ascensão nossa e do nosso mundo.
 É um momento importante para harmonizarmos com as energias do ciclo Solar e Lunar salientando que os Solstícios e Equinócios são sempre ocasiões muito importantes para uma reflexão pessoal e ascensão do nosso Planeta. O solstício marca a necessidade de encontrarmos segurança interna através de nossa conexão com o Espírito, o Eu interno, para que tudo que viermos fazer venha do coração ao em vez de vir de um ego, egoísta inseguro. É um tempo importante de buscarmos, compreensões mais profundas da nossa própria vida, abrindo mão e se desapegando dos padrões desgastados e mostrarmos mais receptivos e uma visão mais ampla da realidade e do rumo que pretendemos seguir.


Imagem via internet.


quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Senhores do carma

                                                                          
“Senhores do Carma.” Eles são entidades que atuam no Plano evolutivo da humanidade. Especificamente nos propiciam novas oportunidades de modificarmos as desarmonias que criamos. Podemos dizer que eles são os ajustadores que tentam colocar novamente tudo em acordo ao plano Divino, pondo-nos em situações que nos oportunizam evoluir, refletir, discernir.
Atuam em nossa colocação de nascimento familiar, racial, de país. Também na hora da nossa concepção ao energizarem, entre tantas qualidades genéticas que possuímos, as quais necessitamos, qualidades que serão aproveitadas ou não por nós, pois estão sempre na dependência do nosso livre-arbítrio.
Tais entidades atuam no sétimo raio, de cor Violeta, aquele da misericórdia, compaixão, oportunidade, perdão e liberdade cármica. Sendo os “Senhores do Carma”, verdadeiros vórtices de energia, podemos, contudo ter acesso a eles. Quando conscientemente, burilarmos a energia destas entidades para obter uma graça, vamos bater no plano da Providência Divina, naquela porta a que Jesus referiu e disse: ”Batei e a porta vos será aberta.”
Ao nos dirigirmos em apelo aos senhores dos vínculos cármicos, o que estamos pedindo é uma nova oportunidade. Porém, isto nos representa também um comprometimento com os nossos erros feitos, com as nossas dividas.
De novo podemos citar Jesus, após realizar um milagre, dizendo: ”Vai, mas não peques mais.”
Entramos em comunicação com estes seres, através de nossa consciência mais alta, aquela fé. Para que obtenhamos a graça, é necessário então pedir, mas depois entregar. Aguardamos, sem ansiedades, em tranqüila confiança, num exercício de Fé, para que na hora propícia a graça aconteça. A graça é sempre resposta a um estado de tranqüilidade, de Fé nos planos divinos.
Quanto ao perdão, e esses vórtices energéticos, os “Senhores do carma” o representam, faz-se necessário que primeiramente nos perdoemos, e nos aceitamos. Observamos pessoas que carregam o peso de erros. Geralmente, nestes casos, o não nos perdoarmos esconde um orgulho. Desejaríamos fazer tudo com perfeição. Um engano nos incomoda, porque não conseguimos estar expostos às criticas. Queríamos brilhar. Não se postula aqui, cairmos no lado oposto negligência. Há sim, que haver esforços no sentido de perfeição, porém, nos fixarmos num perfeccionismo demasiado, nos faz seres hesitantes, sem coragem de tentarmos novamente. A conta de nossos erros e acertos não está nas mãos de uma humanidade crítica que nos cobrará sempre, mas nas mãos dos seres mais misericordiosos da Seara Divina; os “Senhores do Carma” que sempre, novamente, nos oportunizam.
Errar, porém, negligentemente, é adiar a felicidade que buscamos.


                             Imagem via internet


Carma

                                                                   
Geralmente algumas pessoas confundem a noção de carma com determinismo, muitos afirmam: “É meu destino!” “É meu carma!” expressões que nos levam a uma estagnação, a um adiar de nosso evoluir.
Desde que deixamos a alma grupal, ganhamos nossa individualidade e livre-arbítrio, passamos a criar a nossa cultura, cometendo erros e acertos. Quando fazemos erros, desequilibramos a harmonia da natureza ambiental, e a pureza do nosso Eu interno. Quando usamos as energias divinas para fazermos nossas ações com os nossos corpos inferiores, físico, astral e mental tais energias são sempre virgem, para que nós as qualifiquemos, bem ou mal. Somos então livres para criarmos um mau carma que é resultante de uma má ação, mas não somos livres para evitar que a energia trabalhada retorne a nós. Foram dadas a nós a liberdade e livre escolha e podemos fazer o que quisermos, porém, é claro que temos de responder diante de Deus por todos os nossos atos. É possível mudar nosso próprio destino, modificando-se a causa modifica-se o efeito, e o nosso carma é negociável sim, pois existe a Misericórdia Divina. Nunca devemos protestar contra nosso carma e sim negociar, e não adianta lamentarmos e sim fazer uma analise de si mesmo e tentar modificar nossa conduta. Pois a Lei do carma, a lei da Balança Cósmica, não é cega ela existe para podermos modificar. Ao ser colocado no prato da balança nossas obras positivas e as obras negativas terão equilíbrio ou um dos pratos pesará mais do que o outro, se o prato das más obras pesar mais, devemos corrigir o desequilíbrio pondo melhores obras no prato correspondente, para inclinarmos a Balança. Quando conseguimos acertos do nosso evoluir, ficamos em acordo com os princípios divinos chamados “O Dharma”, e a energia que retorna será benéfica a nós.
Por está razão é dito: “Somos nós os artífices do nosso destino.”
É possível vencermos um carma negativo? Está é a pergunta que queremos sempre saber uma resposta concreta. Em que pese os erros cometidos por nossos corpos inferiores, contamos, contudo com os corpos superiores que têm acesso à harmonia Divina. O carma pode ser causado por qualquer um dos nossos corpos inferiores e sua reação acontecerá sempre naquele corpo que causou. A Lei Divina tem como base a justiça e a misericórdia. A justiça sem misericórdia é tirania. A misericórdia sem justiça é tolerância, complacência com o delito. Cada um de nós tem internamente um “agente” da Lei Divina chamada Kaon e o chamado o livro da Vida. Conforme vamos praticando boas ou, mas ação Kaon vai anotando em nosso livro da Vida, ou registros Akashicos , e isso certamente servirá de base para a lei Divina.Carma é enfim a lei de uma ação que nós mesmos,num passado longínquo ou próximo, praticamos e que retorna a nós para que, em novo esforço, a pratiquemos novamente.
Tudo ao nosso redor, ambiente, circunstâncias, vivências, pessoas, são apenas instrumentos, totalizam o palco dentro o qual podemos, neste novo esforço, concretizar aquela mesma ação, já então acertadamente
Imagem via internet

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Nossa Senhora da Conceição

                                                                                  
Nossa Senhora Imaculada Conceição é assim chamada por ser tratar da Virgem Maria que, segundo a Bíblia, teria sido concebida sem pecados imaculada, pois já havia sido designada para ser a Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Nossa Senhora da Conceição é uma das Santas mais louvada pelos brasileiros, tradição que nos foi deixada pelos portugueses, pois em Lisboa no ano de 1646, declarou-se El-Rei D. João IV que tomava a Virgem Nossa Senhora da Conceição por padroeira do Reino de Portugal.
A própria padroeira do Brasil também Nossa da Conceição (Aparecida), com sua data sendo comemorada no dia 12 de outubro.

Oração
“Virgem Santíssima, que fostes concebida sem o pecado original e por isto merecestes o titulo de Nossa Senhora Imaculada Conceição e por terdes evitado todos os pecados o Anjo Gabriel vos saudou com belas palavras: Ave Maria cheia de graça;nós vos pedimos que nos alcanceis do Vosso Divino Filho o auxilio necessário para vencermos as tentações e evitarmos os pecados e já que vos chamamos de Mãe, atendei-nos com carinho maternal e ajudai-nos a viver como dignos filhos Vossos.”
Amém 

Na Umbanda, a virgem da Conceição esta ligada à figura do Orixá feminino Oxum. No culto africano, Osun, Oshun, Ochun ou Oxum, na mitologia Ioruba é um Orixá feminino, o seu nome deriva do rio Osun que corre na região nigeriana de Ijexá e Ijebu.
A Energia do Orixá Oxum é feminina regente das águas doces. Essa energia é também direcionada para a fecundação e concepção. Essa energia gerada se traduz nos sentimentos de amor, fraternidade, união entre as pessoas.
Oxum atrai para si os sentimentos negativos das pessoas, renovando-os e transformando em sentimentos de união e energias positivas para todos aqueles que necessitam de mudanças e renovação. Oxum distribui a energia de união através do movimento das águas doces, que serve como condutor magnético de ondas vibratórias, harmonizando as energias da Natureza.
Características: Gentileza, jovialidade, sensualidade intensa, mas discreta, graça beleza, suavidade.
Sincretismo: É sincretizada com diversas Santas católicas, entre as quais Nossa Senhora da Conceição, Nossa Senhora Aparecida e a Virgem Maria.
Dia da semana-sábado
Oferenda: Velas e flores brancas ou amarelas
Imagem via internet